ImunizaSUS vai capacitar mais de 94 mil profissionais de saúde que atuam em salas de vacinação

ImunizaSUS vai capacitar mais de 94 mil profissionais de saúde que atuam em salas de vacinação

Parceria entre Ministério da Saúde e Conasems valoriza a educação permanente nos postos de saúde. Investimento federal é de R$ 58 milhões

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, participou, nesta quinta-feira (21/01), do lançamento do ImunizaSUS, projeto que irá capacitar 94,5 mil trabalhadores do Sistema Único de Saúde (SUS) que atuam diretamente nas salas de vacinação. O programa, realizado em parceria com o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), conta com um investimento federal de R$ 58 milhões.

“É o maior programa de capacitação em imunização já realizado no Brasil. Estamos dando um grande passo na melhoria do atendimento de saúde do nosso país. Confiem no SUS, ele é estruturado por pessoas voltadas para a saúde, para o cumprimento dessa missão”, destacou o ministro Pazuello durante a cerimônia de lançamento, realizada em Brasília (DF).

Os cursos serão realizados on-line e à distância com o objetivo de qualificar e orientar os profissionais de saúde sobre as vacinas disponíveis no Programa Nacional de Imunizações (PNI) – entre elas, a da Covid-19. O projeto também propõe ações de engajamento para conscientizar a sociedade sobre a importância da imunização e do cumprimento do calendário de vacinas.

“Esse é outro grande esforço que o nosso ministério produz para capacitarmos cada vez mais os nossos trabalhadores na ponta, não só para a vacinação da Covid-19, mas também para todas as vacinas que estão no nosso programa de imunização”, ressaltou o secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros.

O evento também contou com a presença do Secretário Executivo do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Jurandi Frutuoso, e da representante da OPAS/MS no Brasil, Socorro Gross.

AULAS NOS POSTOS DE SAÚDE

A qualificação será ofertada dentro das Unidades Básicas de Saúde (UBS) a partir de teleaulas transmitidas por satélite no canal de televisão Mais Conasems, exibidas em horários pré-definidos. Elas também serão disponibilizadas no chamado Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), que funciona como um serviço de streaming, podendo ser acessadas a qualquer momento pelos profissionais de saúde. No total, 1,8 mil tutores serão responsáveis pela qualificação durante as 180 horas de atividades previstas.

“O projeto é voltado para trabalhadores que realizam diversas campanhas de vacinação, que lidam com imunizantes diferentes. Essas pessoas precisam de uma ação contínua de educação no seu ambiente de trabalho”, explicou o presidente do Conasems, Wilames Freire Bezerra.

A capacitação está prevista para começar em fevereiro, após a escolha dos tutores e a realização de matrícula dos profissionais de saúde. Ao final do curso, os alunos poderão apresentar propostas para melhorar a cobertura vacinal no seu município.

Via Agência Saúde 

Deixe uma resposta

Fechar Menu